Quanto Uma Pós-graduação Se intensifica Tua Remuneração

20 Mar 2019 13:22
Tags

Back to list of posts

marketing.jpg

<h1>Ci&ecirc;ncia Sem Fronteiras</h1>

<p>Na era pr&eacute;-smartphone - e l&aacute; se vai um pouco mais de uma d&eacute;cada -, tudo parecia mais f&aacute;cil. A via rumo ao topo da pir&acirc;mide era sinalizada por meia d&uacute;zia de escolas de grife, cursos de l&iacute;nguas estrangeiras e temporadas no exterior. Para um trainee, a diferen&ccedil;a entre o descarte do curr&iacute;culo e um telefonema do RH pra ambicionada entrevista poderia estar no ingl&ecirc;s fluente e pela chancela de “uma bacana faculdade”. A fim de fugir do cruel funil das organiza&ccedil;&otilde;es, pais aconselhavam filhos a prestar concursos p&uacute;blicos (garantia de estabilidade) ou a se tornar profissionais liberais (garantia de prest&iacute;gio).</p>

<p>Sonhos de consumo, medicina, engenharia e correto garantiam status ad infinitum. https://bahun.kroogi.com/en/content/3683112-Sete-Cursos-Online-E-Gratuitos-Pra-Domar-O-Excel.html carreiras executivas, por voca&ccedil;&atilde;o ou falta de alternativa, a sa&iacute;da era comparecer “por baixo” &agrave; selva corporativa, com a certeza de que a promo&ccedil;&atilde;o dependeria de outros fatores. http://www.glamour.de/content/search/?SearchText=negocios , um diploma de MBA a toda a hora contou pontos decisivos.</p>

<p>Melhor ainda se viesse com o bras&atilde;o das top dez do ranking do Financial Times. Harvard e Insead arrancavam suspiros de pares, recrutadores e chefias. Estudantes n&atilde;o tinham incerteza alguma a respeito do retorno sobre o investimento, de tempo e dinheiro, a curto, m&eacute;dio e longo prazos. Conquistas escolares, desse jeito, exerciam efeito calmante na trajet&oacute;ria profissional, sustentavam cargos e mantinham a ordem e o progresso do lucrativo mercado de educa&ccedil;&atilde;o executiva. Grosso modo, este roteiro funcionou por d&eacute;cadas como o alarme do bedel (ok, vale um Google aqui).</p>

<p>Nesta hora, no entanto, despontam inequ&iacute;vocos sinais de esgotamento. A SU foi fundada h&aacute; dez anos, por Peter Diamandis e Ray Kurzweil, no auge da queda financeira internacional, e logo tornou-se fonte no ensino de inova&ccedil;&atilde;o e tecnologia. Instalada no Vale do Sil&iacute;cio, tem como investidores empresas como Google, Cisco e Nokia.</p>

Fonte: http://perdendopeso21.soup.io/post/665822116/A-MAGIA-DA-CIGANA-ESMERALDA-TASK

<p>O indiano Salim Ismail, ex-CEO da SU, ajudou a fazer a fama internacional da institui&ccedil;&atilde;o ao digitar o best-seller Empresas Exponenciais, em 2014. O lan&ccedil;amento foi sucedido por um boom de popularidade. No livro, ele fala sobre a batalha entre empresas em um mundo que muda em alt&iacute;ssima velocidade - e em que concorrentes (leia-se startups) conseguem devorar uma empresa antes mesmo dessa se ceder conta da vida deles. Sua mensagem central, de tom otimista, &eacute; que uma organiza&ccedil;&atilde;o poder&aacute; multiplicar seu crescimento por dez com altera&ccedil;&otilde;es de gest&atilde;o e tecnologia. Dessa maneira, devem de l&iacute;deres que saibam faz&ecirc;-&shy;las.</p>

<p>No campus da SU, os alunos aprendem a refletir exponencialmente em solu&ccedil;&otilde;es pros grandes problemas da humanidade - e n&atilde;o necessariamente nos clientes dos produtos da tua corpora&ccedil;&atilde;o. 14,cinco 1 mil. Os brasileiros, ali&aacute;s, t&ecirc;m se tornado p&uacute;blico cativo e, hoje, respondem por cerca de 20% da clientela. N&atilde;o &agrave; toa, atraiu a aten&ccedil;&atilde;o de grupos como HSM (o bra&ccedil;o de educa&ccedil;&atilde;o Confira ) e Mirach, de Porto Contente, fundado por um dos embaixadores da SU, Francisco Milagres. Juntos, eles ir&atilde;o realizar o SU Global Summit, em S&atilde;o Paulo, em abril nesse ano. 1 milh&atilde;o em investimentos. “A Singularity &eacute; uma faculdade muito especial.</p>

<p>Atrai os l&iacute;deres visto que tem um prop&oacute;sito claro: usar a tecnologia para gerar choque pela vida de milh&otilde;es de pessoas”, diz o CEO da HSM, Guilherme So&aacute;rez, fazendo coro ao que &eacute; frequentemente dito por Diamandis. No Brasil, a SU conta com seis embaixadores, em S&atilde;o Paulo, Recife, Bras&iacute;lia, Porto Contente, Uberl&acirc;ndia e Belo Horizonte. “Durante uma semana, aprendi mais do que em um ano inteiro”, diz Conrado Schlochauer, ex-aluno da faculdade e, nesta hora, o teu embaixador paulista.</p>

<ol>

<li>Dois Participa&ccedil;&atilde;o em Programas de P&oacute;s-gradua&ccedil;&atilde;o interunidades</li>

<li>Educa&ccedil;&atilde;o tecnol&oacute;gica, http://novidadesprabeleza03.soup.io/post/665791884/Acesse-O-Que-voc-precisa-Saber-Antes </li>

<li>'Suic&iacute;dio ocorre, pessoal pratica', diz Bolsonaro ao se conferir a Herzog</li>

<li>Mestrado em Estudos Teol&oacute;gicos</li>

<li>4 - Formal de partilha ou escritura p&uacute;blica de invent&aacute;rio e partilha</li>

</ol>

<p>Por l&aacute;, as disciplinas que pautam o programa acad&ecirc;mico s&atilde;o bem diferentes das encontradas nas habituais escolas de neg&oacute;cio: neuroci&ecirc;ncias, gen&eacute;tica, intelig&ecirc;ncia artificial, cyberseguran&ccedil;a. http://karoldelagarza859.soup.io/post/665761309/Transforma-o-Em-Seguro-desemprego-Atingir-Trabalhador -CEO do LinkedIn no Brasil, Osvaldo Barbosa diz ter voltado da SU com a cabe&ccedil;a muito mais aberta. “Sa&iacute; com conhecimentos a respeito de estilos do setor de tecnologia que nunca tinha reparado antes, apesar de que tenha dedicado toda a minha carreira &agrave; &aacute;rea”, reitera ele, que voltou ao Brasil para estruturar um fundo de investimento em startups.</p>

<p>A Singularity assim como subverte a ideia cl&aacute;ssica que temos sobre isso um professor, e recruta biom&eacute;dicos, hackers, gerontologistas e astronautas, com uma quedinha por empreendedores. http://realitysandwich.com/?s=negocios s&atilde;o entusiastas do que vem por a&iacute;, desde que fa&ccedil;amos a nossa cota. Em um trecho do document&aacute;rio The University, que conta a hist&oacute;ria da escola, o ex-astronauta e professor de rob&oacute;tica da SU, Dan Barry, diz: “Voc&ecirc; est&aacute; preocupado, achando que os rob&ocirc;s ir&atilde;o compreender o mundo? Se voc&ecirc; sair da sala e tranc&aacute;-los, 99% deles n&atilde;o v&atilde;o adquirir sair. V&atilde;o bater pela porta at&eacute; continuar sem bateria”.</p>

<p>A estreia dos cursos da SU no Brasil, no fim do ano anterior, foi feito &agrave; boca pequena, no entanto lotou o audit&oacute;rio da IBM numa noite quente de dezembro, em S&atilde;o Paulo. Pela plateia, constru&iacute;da na “galera exponencial” de potenciais interessados, como diziam os organizadores, estava o executivo Jean Saghaard, 44 anos, que existe um ano procura recoloca&ccedil;&atilde;o. Com experi&ecirc;ncia no mercado financeiro e no de educa&ccedil;&atilde;o, e tamb&eacute;m um MBA da HEC, de Paris, pela bagagem, Jean explica o que o atraiu.</p>

Comments: 0

Add a New Comment

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License